Investimento público: Algarve joga na Liga dos Últimos com este Governo

04/09/2018

O Governo anunciou que o distrito de Faro será aquele que receberá a fatia mais pequena de obras de beneficiação da rede viária a cargo das Infraestruturas de Portugal até 2021. Em 18 contratos que serão celebrados - ou assim diz o Governo, pois todos os dias anuncia tudo, e quanto mais perto de eleições mais anuncia e menos cumpre - no valor de 107 milhões de euros para 3 anos, cabem ao Algarve 4,2 milhões, menos que qualquer um dos restantes 17! O Algarve fica uma vez mais com este Governo pior que os outros.


Esta opção coloca em causa obras essenciais, em particular a requalificação da EN 125 Olhão - VRSA prometida e anunciada pelo Governo em 2016, 2017, 2018, e sempre adiada, a qual está orçada em 23 milhões de euros, com obras como a Variante a Olhão e outras. Como se fará a EN 125 com essa verba? Ou foi sempre intenção não fazer e transformar mini obras provisórias em definitivas? E a EN 396? E a EN 124?


Esta opção é semelhante a outras : o adiamento do Hospital Central do Algarve quando se vão construir quatro no país e o Algarve era a segunda prioridade;o adiamento da eletrificação da ferrovia quando o Algarve estava no topo das prioridades; o Algarve tem 5 por cento da população e no Orcamento de Estado 2018 terá menos de um por cento do investimento público e, por último, esta intenção consertada entre o Primeiro- Ministro e o Presidente da Câmara de Lisboa de fazer pagar os algarvios os transportes públicos de Lisboa, pior ainda que nos tempos das escandalosas indemnizações compensatórias de José Sócrates.  


A Comissão Política do PSD/Algarve

Agenda

Canal de Vídeo

Newsletter