ALGARVE CONTINUA SEM SERVIÇOS DE CIRURGIA CARDIOTORÁCICA

15/11/2017

José Carlos Barros desafiou hoje o Ministro da Saúde a revisitar com urgência o dossier da rede nacional de referenciação hospitalar de cardiologia, recordando que a Sul do Tejo não existe nenhum serviço de cirurgia cardiotorácica. De facto, as seis instituições com esta valência localizam-se em Lisboa (Centros Hospitalares Central, Norte e Ocidental), em Coimbra (Centro Hospitalar Universitário de Coimbra) e na zona Norte (Centros Hospitalares de São João e de Vila Nova de Gaia/Espinho).

Trata-se, de acordo com o deputado do PSD, de «uma situação extremamente penalizadora para o Sul do País, nomeadamente para o Algarve, onde, em termos de parâmetros internacionais, existe critério para a criação de um centro de referência».

A intervenção de José Carlos Barros teve lugar no debate, na especialidade, das propostas de Orçamento do Estado e Grandes Opções do Plano para 2018.



A Comissão Política Distrital do PSD/Algarve

Agenda

Canal de Vídeo

Newsletter